Depositos a Prazo

Dezembro 10 2011

Agora não tem que esperar pelo final do prazo para receber os juros do seu depósito. Ao constituir oDepósito Já recebe logo o valor dos juros, no dia útil seguinte à data-valor de constituição do depósito.


Com este valor disponível na sua conta, pode:

  • Fazer novos investimentos;
  • Começar a fazer as compras de Natal;
  • Aplicá-lo como entender.

 

Depósito Já:

  • Taxa de juro até 5% (TANB);
  • Prazo de 90, 180, 360, 720 ou 1080 dias;
  • Constituição entre 1.000 EUR e 100.000 EUR;
  • Pagamento de juros no dia útil seguinte à data-valor de constituição do depósito.

Sem possibilidade de mobilização antecipada.

 



Veja aqui um exemplo:

Exemplos da remuneração líquida que poderá obter ao constituir o Depósito Já:

    • Prazo de 360 dias:

      Montante a Aplicar 1.000 EUR 5.000 EUR 10.000 EUR 50.000 EUR 100.000 EUR
      Juros Brutos 45,00 EUR 225,00 EUR 450,00 EUR 2.250,00 EUR 4.500,00 EUR
      Juros Líquidos 35,33 EUR 176,63 EUR 353,25 EUR 1.766,25 EUR 3.532,50 EUR

 

  • Prazo de 1080 dias:

    Montante a Aplicar 1.000 EUR 5.000 EUR 10.000 EUR 50.000 EUR 100.000 EUR
    Juros Brutos 150,00 EUR 750,00 EUR 1.500,00 EUR 7.500,00 EUR 15.000,00 EUR
    Juros Líquidos 117,75 EUR 588,75 EUR 1.177,50 EUR 5.887,50 EUR 11.775,00 EUR

 

Aproveite esta oportunidade. Constitua o Depósito Já.

Informamos que as operações de Constituição efectuadas em dias não úteis ou após as 20h30 horas de dias úteis, por regra, serão processadas no dia útil seguinte ao do pedido.

 

 

Características Depósito Já
Montante

Mínimo de constituição / manutenção: 1.000 EUR.

Máximo de constituição: 100.000 EUR.
Prazo

90, 180, 360, 720 ou 1080 dias.

Renovação Não permite renovações. Na data de vencimento, o capital será creditado na conta de depósitos à ordem associada.
Reforços

Não são permitidos reforços.

Taxa de remuneração

Os juros são colocados à disposição no dia útil seguinte à data-valor de constituição do depósito a prazo.
Taxa de juro base:

Prazo TANB TANL
90 dias 4% 3,140%
180 dias 4,25% 3,336%
360 dias 4,5% 3,533%
720 dias 4,75% 3,729%
1080 dias 5% 3,925%
Pagamento de Juros Os juros são colocados à disposição antecipadamente no dia útil seguinte à data-valor de constituição, mediante crédito na conta de depósitos à ordem associada.
Movimentação Antecipada

Não é permitida mobilização antecipada, parcial ou total, do montante aplicado durante a vigência do depósito a prazo.

Regime Fiscal

No caso de pessoas singulares, os rendimentos de depósitos são sujeitos a retenção na fonte em sede de IRS, à taxa liberatória de 21,5%, com opção pelo englobamento. O englobamento é obrigatório no caso de rendimentos auferidos no âmbito de actividades empresariais e profissionais. 
Os rendimentos de depósitos, auferidos na Região Autónoma dos Açores, beneficiam de uma taxa liberatória reduzida de 17,20%.

No caso de sujeitos passivos de IRC, os rendimentos de depósitos são sujeitos a retenção na fonte em sede de IRC, à taxa de 21,5%. Esta retenção tem a natureza de pagamento por conta do imposto final devido. Os rendimentos de depósitos, auferidos na Região Autónoma dos Açores, beneficiam de uma taxa liberatória reduzida de 15,05%.
Informação Legal Conheça a Ficha de Informação Normalizada e as Condições Gerais do "Depósito Já".


Constituir Depósito Já 


Os depósitos constituídos no Banco Comercial Português, SA beneficiam da garantia de reembolso prestada pelo Fundo de Garantia de Depósitos sempre que ocorra a indisponibilidade dos depósitos por razões directamente relacionadas com a sua situação financeira.

O Fundo de Garantia de Depósitos garante o reembolso até ao valor máximo de 100.000,00 Euros por cada depositante, sejam os depositantes residentes ou não em Portugal e os depósitos expressos em moeda nacional ou estrangeira.

No cálculo do valor dos depósitos de cada depositante, considera-se o valor do conjunto das contas de depósito na data em que se verificou a indisponibilidade de pagamento por parte da instituição, incluindo os juros, o saldo dos depósitos em moeda estrangeira é para o efeito convertido em Euros, ao câmbio da referida data (taxas de câmbio de referência divulgadas pelo Banco de Portugal).

O reembolso deverá ter lugar no prazo máximo de 7 dias para uma parcela até 10.000 Euros; o remanescente até ao valor de 100.000 Euros no prazo máximo de 20 dias úteis, a contar da data em que os depósitos se tenham tornado indisponíveis, podendo o Fundo, em circunstâncias absolutamente excepcionais e relativamente a casos individuais, solicitar ao Banco de Portugal uma prorrogação daquele prazo, por período não superior a 10 dias úteis.

Para informações complementares, consulte os endereços www.clientebancario.bportugal.pt/ e www.fgd.pt/.

publicado por adm às 15:09

Setembro 17 2011

O Depósito Crescente aumenta o seu rendimento progressivamente. Com bónus de permanência semestral que se traduz numa taxa crescente a 4 anos e pagamento de juros semestral, pode ainda antecipar a liquidação para o final de cada semestre sem sofrer penalizações no pagamento de juros.

Tão flexível que pode ser visto como um depósito a 6 meses, com uma taxa de juro atractiva que aumenta cada vez que se renova, premiando a sua permanência e sem qualquer risco.

Vantagens 

  • Aplicação financeira sem risco.
  • Taxas garantidas crescentes, premiando a permanência do investimento.
  • Elevada liquidez.

Características

  • Prazo: 4 anos, não renovável.
  • Taxa máxima de 7%*, no último semestre.
  • Bónus de permanência semestral.
  • Pagamento de juros semestral.
  • Possibilidade de liquidação antecipada, todos os semestres, sem qualquer penalização. Se houver desmobilização no decorrer de cada semestre, existe penalização total dos juros do período.
  • Montante mínimo de constituição de €5.000.
  • Não permite reforços.

Pagamento de Juros

Os juros serão pagos semestralmente por crédito na conta à ordem associada, de acordo com a seguinte tabela:

Taxas de Juro:

  1º Ano 2º Ano 3º Ano 4º Ano
  1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem. 1º Sem. 2º Sem.
TANB 3,000% 3,250% 4,000% 4,250% 5,000% 5,250% 6,000% 7,000%
TANL 2,355% 2,551% 3,140% 3,336% 3,925% 4,121% 4,710% 5,495%

 

*TANB. Corresponde a uma TANB média de 4,719% e TANL média de 3,704%, durante os 4 anos do depósito.

 

Mais informação no site:http://www.banif.pt/xsite/Particulares/Contas/DepositoCrescente.jsp?CH=5161

publicado por adm às 22:36

Setembro 05 2011

Um super depósito a prazo a 7 meses, que lhe oferece uma atrativa taxa de juro de 5% (Taxa Anual Nominal Bruta), garantindo assim a melhor remuneração para novos capitais de investimento.

Super Depósito 5% é uma solução exclusiva para novos capitais depositados no Montepio -  montantes não provenientes de contas já existentes no Montepio-, premiando assim de forma muito especial quem elege o nosso banco na sua preferência.


Se pretende a melhor valorização de capital para um curto prazo de investimento, então o Super Depósito 5% é a poupança que procura.


Aceite o nosso convite, consulte já todas as condições e visite-nos num dos nossos Balcões.


Período de Subscrição:
Super Depósito 5% é uma série limitada, podendo ser cosntituído entre 01 e 30 de setembro de 2011.
O Montepio reserva-se o direito de terminar o período de comercialização antes da data prevista.


Montante:
Super Depósito 5% pode ser constituído com um montante mínimo de abertura de 2.500 Eur., com múltiplos de constituição de 500 Eur. Cada Depósito tem como valor máximo de subscrição 100.000 Eur.


Prazo:
Super Depósito 5% tem um período de 7 meses, não renovável.


Remuneração:
Super Depósito 5% tem uma taxa de juro (TANB - Taxa Anual Nominal Bruta) de 5%.


Reforços:
Super Depósito 5% não prevê reforços.


Levantamentos antecipados:
Super Depósito 5% pode ser mobilizado a qualquer momento, total ou parcialmente, com penalização total dos juros sobre o capital mobilizado.

O valor remanescente deste Depósito a Prazo não poderá ser inferior a 2.500 euros.


Subscrição:
Exclusiva na Rede Comercial de Balcões, dado tratar-se de uma solução única para novos capitais depositados no Montepio.

 

Mais informação no site: http://www.montepio.pt/SitePublico/pt_PT/particulares/poupar-investir/depositos-prazo/super-deposito-5-porcento.page?prodcode=15H8

publicado por adm às 23:49

Agosto 27 2011

Apresentamos-lhe o Depósito a Prazo a 36 meses, com uma taxa única de 5,00%(TANB).

Para além do referido prazo, disponibilizamos também um depósito a prazo a 24 meses com uma taxa de 5,00% (TANB).

Visite a sua agência do Banco Popular e aproveite já esta oportunidade.

Características do Depósito Popular

  • Prazo: 24 e 36 meses;
  • Taxa (TANB): 5,00% (24 e 36 meses);
  • Pagamento juros: mensal, trimestral, semestral, anual ou no vencimento;
  • Montante por cliente: de € 10.000 a € 250.000 euros, por cliente;
  • Condições de mobilização: Não mobilizável antecipadamente;
  • Condições de renovação: Não renovável;


Não há arredondamento da TANB. Cálculo de juros na base actual de 360 dias.

O Banco Popular Portugal reserva-se no direito de terminar o período de comercialização antes da data prevista.



Consulte aqui a ficha de informação normalizada

 

 

Mais nformação: http://www.bancopopular.pt/portugal/depositos/a-prazo/depositopopular.htm 

 

publicado por adm às 18:08

Agosto 07 2011

Um super depósito a prazo a 8 meses, que lhe oferece uma atrativa taxa de juro de 5% garantindo assim a melhor remuneração para novos capitais de investimento.

Super Depósito 5% é uma solução exclusiva para novos capitais depositados no Montepio -  montantes não provenientes de contas já existentes no Montepio-, premiando assim de forma muito especial quem elege o nosso banco na sua preferência.


Se pretende a melhor valorização de capital para um curto prazo de investimento, então o Super Depósito 5% é a poupança que procura.



Período de Subscrição:
Super Depósito 5% é uma série limitada, podendo ser cosntituído entre 01 e 31 de agosto de 2011.
O Montepio reserva-se o direito de terminar o período de comercialização antes da data prevista.


Montante:
Super Depósito 5% pode ser constituído com um montante mínimo de abertura de 2.500 Eur., com múltiplos de constituição de 500 Eur. Cada Depósito tem como valor máximo de subscrição 100.000 Eur.


Prazo:
Super Depósito 5% tem um período de 8 meses, não renovável.


Remuneração:
Super Depósito 5% tem uma taxa de juro (TANB - Taxa Anual Nominal Bruta) de 5%.


Reforços:
Super Depósito 5% não prevê reforços.


Levantamentos antecipados:
Super Depósito 5% pode ser mobilizado a qualquer momento, total ou parcialmente, com penalização total dos juros sobre o capital mobilizado.

O valor remanescente deste Depósito a Prazo não poderá ser inferior a 2.500 euros.


Subscrição:
Exclusiva na Rede Comercial de Balcões, dado tratar-se de uma solução única para novos capitais depositados no Montepio.

fonte:http://www.montepio.pt/SitePublico/pt_PT/particulares/poupar-investir/depositos-prazo/super-deposito-5-porcento.page?prodcode=15H6

publicado por adm às 17:50

Agosto 05 2011

Com excepção do Banco Popular, as taxas de juro apresentadas pelos bancos para o curto prazo, seis meses e um ano, são mais rentáveis nas aplicações subscritas na Internet. Se quiser domiciliar o seu ordenado no Banco Popular, pode subscrever o Depósito Ordenado e usufruir da taxa anual nominal líquida (TANL) de 5,49%, a 12 meses. Caso seja um novo cliente do banco, também pode subscrever os depósitos Ouro, a seis e a 12 meses, que lhe oferecem uma TANL média de 3,53%. Fora estes casos, compensa ir à Internet. O Banco BIG oferece as melhores taxas, seguido do Activo Bank e da CGD.

 

 

NOTAS:

1 = Exclusivo para clientes Caixazul.
2 = Só para jovens até aos 28 anos.
3 = Acresce prémio de permanência de 0,125% por semestre, até ao máximo acumulado de 1%.
4 = Taxa de juro para clientes associados. Se não for, a taxa baixa para 0,589%.
5 = Só para novos clientes
6 = Euribor 6M + spread 0,50%. Igual à taxa Euribor, para o prazo, do dia útil TARGET, divulgada pela Reuteurs ou por uma agência que a substitua. A 14 de Julho, a Euribor a 6 meses era de 1,817%, o que deu uma TANB de 2,317%, à qual foi aplicada o imposto de 21,5% devido.
7 = Euribor 12M + spread 0,50%. Igual à taxa Euribor, para o prazo, do dia útil TARGET, divulgada pela Reuteurs ou por uma agência que a substitua. A 14 de Julho, a Euribor a 12 meses era de 2,107%, o que deu uma TANB de 2,607%, à qual foi aplicado o imposto de 21,5% devido.
8 = Exclusivo para novos clientes.
9 = Para quem subscreve a conta à ordem Ordenado. 

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=499199

publicado por adm às 20:02

Agosto 03 2011

Rendibilizar 500 euros em seis meses ou num ano pode ser mais proveitoso na Internet do que nas agências, a não ser que queira domiciliar o seu ordenado no Banco Popular, ou tornar-se cliente da instituição. As taxas mais atractivas funcionam como isco para atrair novos clientes.

 

Depósitos a curto prazo: pela Internet ou no balcão? Foi esta a questão que moveu o Negócios a fazer uma ronda pelos dez bancos com um total de activo maior em 2010, segundo o Boletim Estatístico da Associação Portuguesa de Bancos, e pelos três bancos "on-line": Banco BIG, Activo Bank e Banco Best. 

Tínhamos 500 euros e queríamos investi-los num depósito a prazo a seis meses ou um ano, no máximo. Excluímos as contas-poupança e os produtos exclusivos para habitação, reformados ou emigrantes. Descobrimos que a Internet pode ser a melhor opção, caso não queira domiciliar o seu ordenado no Banco Popular ou tornar-se cliente da mesma instituição. Nestes casos, torna-se a opção mais vantajosa. 

A Caixa Geral de Depósitos (CGD), o Banco Espírito Santo (BES), o Santander Totta e o Barclays não disponibilizam nenhum produto para este prazo e quantia ao balcão. Já o Crédito Agrícola e o Banif não o fazem pela Internet. 

Nas aplicações a seis meses pela Internet, o Banco BIG e o Activo Bank oferecem as melhores taxas de juro, sobretudo se for um cliente novo no primeiro e subscrever o Super Depósito 5,5%, com uma Taxa Anual Nominal Líquida (TANL) de 4,32%. Depois deste, quer o Depósito a Prazo do Banco BIG, quer o Depósito Net Activo e o Depósito a Prazo Escolha o Prazo Juros no Vencimento, do Activo Bank rendem 2,55%. 

Nos outros dez bancos analisados pelo Negócios, é a Caixa quem apresenta a melhor taxa para o investimento "on-line" em seis meses. Os clientes Caixazul podem usufruir do Caixazul Netpr@azo 6M, com uma TANL de 2,09%, enquanto as mulheres usufruem de um depósito a 2,08%, taxa igual ao depósito dos jovens e dos clientes que subscrevam o CaixaNet M@is 6M. 

Se quiser subscrever uma poupança "on-line" a um ano, deve dirigir-se às mesmas instituições. 
No Banco BIG, usufrui de uma TANL de 2,94%, com o Depósito a Prazo e no Activo Bank usufrui de 2,75% no Depósito Net Activo. Na CGD, lucra 2,59% se for jovem, mulher ou subscrever o CaixaNet M@is 12 M. Caso seja um cliente Caixazul, a aplicação Caixazul Netpr@zo 12M dá-lhe uma TANL de 2,66%. 

O que se passa ao balcão 
Nas aplicações ao balcão, a seis meses, a melhor taxa de juro é encontrada no Depósito Ouro Crescente, do Banco Popular, exclusivo para clientes novos. A taxa vai crescendo durante este período e oferece uma TANL média de 3,53%. No Millennium BCP, os jovens entre os 18 e os 25 anos podem usufruir de uma TANL de 1,78%, caso subscrevam o Poupança Jovem 18-25. Se resolver prolongar os seis meses, pode contar com um prémio de 0,125% por semestre, até um máximo de 1%. 

Nos depósitos a prazo a 12 meses, são as mesmas instituições que apresentam as melhores taxas de juro ao balcão. O Depósito Ordenado, do Banco Popular, apresenta uma TANL de 5,49%, enquanto o Depósito Ouro Plus 12 meses brinda os clientes novos com uma TANL média de 3,53%. No Banco BPI, o Depósito Especial 1 ano USD, em dólares norte-americanos, rende 1,88%, enquanto que o Poupança Amanhã, do Millennium bcp rende 1,57%. 

Para o cenário apresentado, só foi possível encontrar depósitos a prazo a seis meses e a um ano ao balcão no Millennium, BPI, Montepio, Crédito Agrícola, Banif e Banco Popular.

fonte:http://www.jornaldenegocios.pt/

publicado por adm às 22:43

Julho 17 2011

Alguns bancos procuram cativar os mais novos com a oferta de brindes, mas as remunerações não convencem: na melhor das hipóteses chegam a 3%.

Por ocasião do Dia Mundial da Criança, a Deco foi à procura das contas de poupança para os mais novos. Alguns bancos procuram cativar com a oferta de brindes e os mealheiros estão na moda. Mas as remunerações é que não convencem: na melhor das hipóteses obtém 3%.

As propostas dos bancos

Alguns bancos propõem contas específicas para os mais novos. As ofertas vão desde contas à ordem, contas de poupança, seguros de capitalização e planos mutualistas. Limitámo-nos às contas de poupança:

Barclays
A Poupança Aforro Jovem é uma conta a três meses e remunera a 0,9% líquidos, com bonificação de 0,08% por trimestre, sempre que o diferencial entre o saldo final e o saldo inicial em cada trimestre, for superior ou igual a 150 euros e até atingir a bonificação máxima de 0,8% líquida.

Banif
Propõe a conta Poupança Nova Geração, disponível pelo prazo de um ou dois anos. No segundo caso, o montante mínimo de subscrição é de 2.500 euros, enquanto no primeiro é apenas de 100 euros. A remuneração também varia: 1,6% líquida a um ano e 1,8% a dois anos.

Banco BPI
A ABConta é um depósito a um ano, renovável, com uma taxa base anual e um prémio de permanência de 0,2% líquido ao ano, a partir do segundo ano e até ao máximo de 0,6%, desde que tenha existido pelo menos um reforço e não tenham ocorrido levantamentos durante o ano. O montante mínimo é de 100 euros e os reforços e mínimo de manutenção deverão ser de, pelo menos, 25 euros. Para jovens com idades inferiores a 18 anos.

Banco Best
A Primeira Conta Poupança tem uma taxa base de 1,6% e um prémio de permanência anual de 0,2%, a partir do segundo ano, até ao máximo de 0,8% se não ocorrerem levantamentos. É renovável até ao máximo de cinco anos e são permitidos reforços a qualquer momento com um montante mínimo de 25 euros.

Banco Espírito Santo
A Conta Poupança Júnior (até aos 12 anos) é um depósito por um, seis ou doze meses, renovável por igual período. A remuneração é de 0,28% anual bruta; o montante mínimo é de 100 euros e reforços a partir de 20 euros. Os juros são pagos no final do prazo com capitalização. É permitido o resgate total ou parcial, respeitando o mínimo de manutenção. A Poupança Crescente Júnior (até aos 18 anos) paga juros semestrais durante quatro anos: 1% brutos no primeiro ano, 1,1% no segundo, 1,3% no terceiro ano, 1,5% no penúltimo semestre e 5% no último período. A taxa anual efectiva líquida desta aplicação é de 1,3%. O montante mínimo é de 100 euros. Permite resgates totais ou parciais na renovação semestral.

Banco Popular
A conta Eu Poupo é um depósito a três anos não mobilizável e remunerado a taxa anual líquida de 2,4%. Para montantes entre 1.000 e 25.000 euros. Destinado exclusivamente a jovens até aos 25 anos que adiram a uma das Contas Eu Quero! Eu Posso! e Eu Mando!.

Banco Português de Negócios
A Poupança Com Futuro é um depósito para jovens até aos 17 anos. O montante mínimo é de 250 euros. Rende 1,4% ou 1,6% líquidos, consoante seja a seis ou doze meses. 
A conta Poupança Cool é trimestral e apenas para quem tem entre 18 e 34 anos.

Caixa Geral de Depósitos
O Caixa PopPrazo é um depósito a quatro anos com pagamento semestral de juros, para jovens até 25 anos. O montante mínimo é de 250 euros. Remunerado a uma taxa líquida inicial de 1,7%, à qual acrescem prémios de permanência de 0,08% até ao sexto semestre, 0,4% no sétimo semestre e 2,4% no último semestre. Em termos efectivos rende 2,4%, se mantiver durante os quatro anos.

O Caixa PopPrazo Não Mobilizável, também a quatro anos e com juros semestrais capitalizáveis, mas a taxa fixa, rende 3%. Para jovens até aos 28 anos.

O Caixa PopNet pode ser constituído a três, seis ou 12 meses, com renovação automática por mais um período. Até 25 mil euros e exclusivo para jovens até aos 28 anos. Disponível no serviço CaixaDirecta On-Line.

Caixa Galícia
A Conta Poupança-Jovem destina-se a jovens até aos 26 anos. O montante mínimo é de 100 euros na subscrição e 25 euros nos reforços. A taxa líquida varia consoante o prazo contratado: 0,8% a seis meses e 1% a um ano.

Crédito Agrícola
A conta Poupança Futuro a um ano, renovável por igual período e com capitalização de juros. Para jovens até aos 30 anos. Pode ser subscrita com 100 euros e reforços com um mínimo de 25 euros. Esta conta oferece prémios de permanência anuais de 0,16% líquidos sobre a taxa base em vigor a cada renovação, até ao máximo de 0,8%, desde que seja feito, pelo menos, um reforço por período e não existam levantamentos. A taxa base é de 0,6% líquida.

A Poupança Geração Jovem é uma conta a seis ou doze meses, renovável por igual período e com capitalização opcional de juros. O mínimo de subscrição é de 100 euros e reforços com um mínimo de 25 euros. É remunerada por escalões (de 0,3% a 0,7% líquidos).

Millennium bcp
Na conta Cresce e Aparece a taxa de juro é de 2,4% no primeiro mês e nos restantes sempre que houver um aumento do saldo da poupança, com um mínimo de 25 euros. Nos meses em que não haja um reforço mínimo de 25 euros, não há rendimento. O montante máximo permitido nesta conta é de 3.000 euros.

O Net.jovem é um depósito a um ano renovável para jovens até 26 anos. O mínimo de constituição e entregas é de 25 euros. É permitida a mobilização, com penalização dos juros consoante o prazo decorrido. Rende 0,8% líquidos.

A Poupança Mealheiro é uma conta a três meses para jovens até aos 18 anos. As entregas podem ser periódicas ou não, mas o mínimo é sempre de 25 euros. Tem prémio de permanência anual e cumulativo até ao máximo de 0,8% líquido atingido no quinto ano. A taxa base é de apenas 0,8%.

Montepio
Cinco propostas consoante a idade, com pagamento de juros anuais de acordo com os escalões: Montepio Mini Super Poupança (0 aos 6 anos), Montepio Fun Poupança (7 aos 12 anos), Montepio Futuro (13 aos 18) e Montepio Especial Jovem Poupança (a partir dos 15 anos). Todas são remuneradas a 1% se os juros forem pagos semestralmente e 1,2% em juros anuais. Existe ainda a conta Montepio Super Poupança Bué pelo prazo de dois anos (1,2%).

Santander Totta
A Conta Poupança Jovem tem o prazo de um ano e é renovável automaticamente na data de vencimento. A remuneração varia entre 0,4% e 0,7% líquida, consoante o escalão do saldo da conta.

publicado por adm às 22:52

Junho 12 2011

A subida das taxas nos depósitos continua, num movimento que ilustra bem as dificuldades de liquidez que os bancos nacionais estão a viver.

 

No último mês, foram vários os bancos que reviram em alta as suas ofertas nos depósitos a prazo, num esforço para minimizar as dificuldades de liquidez que sentem actualmente.

Para além das ofertas que apresentamos na tabela no final do artigo, e que são públicas, vários bancos estão a oferecer taxas ainda mais elevadas para montante razoavelmente grandes e para prazos que passem o ano.

As razões para estas ofertas cada vez melhores resultam do facto de os bancos estarem a competir por um recurso actualmente muito escasso em Portugal e que não estica - as poupanças das famílias. 
 

QUAL O PRAZO IDEAL?

Dada a grande incerteza que se abateu sobre Portugal, recomendamos os depósitos a vários anos, com pagamento periódico de juros, em que se pode sair após o pagamento de juros, sem qualquer penalização. Estes permitem beneficiar de taxas muito interessantes, com juros pagos periodicamente e a possibilidade de sair sem penalização, nas datas de pagamento de juros, caso encontre um depósito melhor ou necessite do dinheiro. São exemplos o depósito 3,75% do Banco Finantia, a Conta Rendimento CR do BES e os DPs Crescentes do Banif.

 

Os melhores depósitos a prazo de Junho de 2011

 

TANB - Taxa anual nominal Bruta      
 Montante 3 Meses  6 Meses  12 Meses 
 
Até
10.000 €
 Best DP Blue 1 (5,00%)
ActivoBank Net Activo (2,75%)
Banco Popular DP Ouro 2 (2,72%)
 BBVA DP Super 4 (4,00%)
ActivoBank DP Poupança Start (4,00%)
BPN DP Oportunidade2 (3,75%)
 Activo Bank DP Poup. Start (4,50%)
Banco Popular DP Popular (4,00%)
BIG DP (3,75%)
 
Até
50.000 
 Best DP Blue 1 (5,00%)
Super DP Banif@st (3,00%)
BIG DP Top (3,00%)
 BBVA DP Super 4 (4,00%)
BPN DP Oportunidade2 (3,75%)
BIG DP Top (3,50%)
 BIG DP Top 12M (4,25%)
Banco Popular DP Popular (4,00%)
Activo Bank Net Activo (3,50%)
 
Até
100.000 
 Banco Finantia DP 3M 2 (4,00%)
BIG DP Top II (3,25%)
Super DP Banif@st (3,00%)
 Banco Finantia DP 6M 2 (4,25%)
BBVA DP Super 4 (4,00%)
BPN DP Oportunidade2 (3,75%)
 Banco Finantia DP 12M 3 (4,75%)
BIG DP Top II (4,50%)
Banco Popular DP Popular (4,00%)
 
Mais de
100.000€
 Banco Finantia 3 (4,00%)
BIG DP Top II (3,25%)
Super DP Banif@st (3,00%)
 Banco Finantia DP 6 M3 (4,25%)
BBVA DP Super 4 (4,00%)
BIG DP Top II (3,75%)
 Banco Finantia DP 12M 3 (4,75%)
BIG DP Top II (4,50%)
Activo Bank Net Activo (3,50%)

 

 

 

Fonte: Sites dos bancos em 27/6/2011
1Exclusivo para novos clientes.
2Exclusivo para novos recursos.
3O prazo mínimo destes depósitos é superior ao prazo desejado, mas de acordo com as condições dos produtos é possível desmobilizá-os antes do prazo com penalização de 100% sobre os juros não pagos. Assim, poderá desmobilizar-se o capital após o pagamento de juros do período desejado.

fonte:http://www.moneygps.pt/particulares/os-melhores-depositos-a-prazo-de-Junho-2011.html

 

publicado por adm às 10:59

Maio 09 2011

Os juros dos depósitos de taxa crescente sobem mas continuam pouco atractivos.

São boas notícias para as famílias que têm algumas poupanças. À semelhança do que acontece com os tradicionais depósitos, também os depósitos de taxa crescente - ou seja, aqueles produtos em que a remuneração vai subindo ao longo do período de vida - estão a ficar um pouco mais atractivos. O Diário Económico analisou os depósitos de taxa crescente disponíveis no mercado para prazos superiores a um ano em 10 instituições financeiras diferentes. A saber: CGD, BCP, Santander Totta, BES, Montepio, Crédito Agrícola, Barclays, Banif, BiG e Banco Best. O BPI e o ActivoBank não foram incluídos nesta análise pelo facto de não terem disponíveis produtos com estas características. O Banco Popular também foi excluído porque apesar de ter alguns depósitos de taxa crescente são produtos para prazos inferiores a um ano.

No total foram analisados 29 depósitos de taxa crescente e há um dado que salta à vista: comparando as actuais taxas oferecidas pelos bancos para este tipo de aplicações com os juros oferecidos há nove meses atrás é possível verificar que os bancos estão a subir a remuneração destes produtos. Por exemplo, para os depósitos de taxa crescente a três anos os bancos estão a praticar, em termos médios, uma taxa de juro anual líquida de 2,5%. Um valor que compara com os 1,78% oferecidos pelas instituições no final de Julho do ano passado. E esta tendência é transversal para todos os prazos de investimento.

No entanto, e apesar desta melhoria de remuneração, tal não significa que aplicar num depósito de taxa crescente seja sempre uma boa opção face aos produtos mais tradicionais- principalmente num contexto em que as taxas interbancárias estão numa trajectória ascendente. Os números mostram que os cinco melhores depósitos tradicionais a um ano oferecem taxas líquidas que variam entre os 2,75% e os 3,34%, segundo dados da Deco. São taxas superiores à maioria dos juros praticados nos depósitos de taxa crescente a dois, três, quatro e até cinco anos.

Outra desvantagem identificada nestas aplicações tem a ver com o facto de os bancos praticarem remunerações semelhantes para prazos de investimento distintos. Ou seja, nem sempre o facto do investidor manter o seu dinheiro aplicado por um período alargado (quatro ou cinco anos) é devidamente recompensado. Por exemplo, a taxa média líquida oferecida para os depósitos de taxa crescente a cinco anos é de 2,589%. Trata-se de um juro muito semelhante ao praticado em média para as aplicações a três anos (2,53%) e até a dois anos (2,03%). Ou seja, convém pensar duas vezes para verificar se compensa manter o seu dinheiro parado por um período de investimento tão alargado num depósito de taxa crescente, quando podem existir no mercado outras soluções de poupança mais atractivas. E elas existem. Por exemplo, para um prazo de cinco anos, poderá aplicar o seu dinheiro nos Certificados do Tesouro, que em Abril beneficiam de uma taxa de juro anual bruta de 6,8% (ou 5,33% em termos líquidos) para quem mantiver o dinheiro aplicado durante cinco anos. Contas feitas, se aplicar 1.000 euros em Certificados do Tesouro chegará ao final de cinco anos e obterá uma mais-valia de 266 euros. Mas mesmo que não queira investir em Certificados do Tesouro existem no mercado depósitos a prazo tradicionais (de taxa fixa) que podem ser mais atractivos face aos juros oferecidos nos depósitos de taxa crescente para o mesmo período. O BPI, por exemplo, tem um depósito de taxa fixa a cinco anos que prevê em termos líquidos uma taxa anual de 3,016%. Trata-se de um juro superior ao oferecido na maioria dos depósitos de taxa crescente para o mesmo prazo.

Mas este não é o único alerta que os investidores devem ter em conta na altura de escolherem um depósito de taxa crescente para fazer crescer o seu dinheiro. É preciso estar atento à publicidade feita pelas instituições financeiras. Isto porque alguns bancos continuam a destacar nos seus folhetos a taxa mais elevada do depósito a prazo que, regra geral, se refere apenas ao último trimestre, semestre ou ano de vida do depósito. Estas taxas "enchem o olho"- porque facilmente atingem os 5%- mas não se referem à real remuneração total que o investidor irá receber no final de vida do depósito. Assim, e para ter uma ideia concreta do rendimento que o depósito de taxa crescente lhe irá proporcionar, deverá ter em conta a taxa anual nominal líquida (TANL).

Um outro inconveniente que a maioria dos depósitos de taxa crescente apresenta é o facto de não permitir reforços, nem a capitalização de juros. Neste último caso, a excepção é o Caixa PopPrazo, um depósito a quatro anos da CGD que permite a capitalização de juros. Além disso, também o Montepio tem vários depósitos que permitem a capitalização de juros. E o mesmo se passa com a Conta Poupança Crescente do Banco Best.

Por outro lado, de notar que alguns dos depósitos de taxas crescentes são de subscrição sujeita a algumas condições. Por exemplo, o Depósito Crescente Mais da CGD é vocacionado para novos montantes que entrem na instituição e que sejam provenientes de outros bancos. Também o Somar é Ganhar do Montepio e o Depósito Crescente Cinco anos do Santander seguem a mesma filosofia. Outros produtos só podem ser subscritos pela internet. E há outros que têm limites mínimos de subscrição mais elevados (5.000 ou 10.000 euros) ou então estabelecem limites máximos de investimento.

Independentemente das limitações encontradas, há produtos de se destacam pela positiva. No prazo a cinco anos, os depósitos de taxa crescente do Santander Totta destacam-se. No caso das aplicações a quatro anos é o BiG que apresenta a melhor taxa. Já para o prazo a três anos, o Santander e a CGD apresentam as melhores taxas. No caso dos depósitos a dois anos, o Banif apresenta a taxa mais atractiva. Conheça de forma detalhada os melhores depósitos de taxa crescente para os vários prazos.


Os melhores depósitos de taxa crescente

Até dois anos
Foram analisados nove depósitos de taxa crescente para um prazo que varia entre um e dois anos. A remuneração oferecida para estes prazos é, em regra, pouco atractiva quando comparada com os melhores depósitos a prazo tradicionais com taxa fixa a um ano- os cinco melhores oferecem um juro líquido que varia entre os 2,75% e os 3,34%. Já nos depósitos crescentes a melhor taxa até dois anos pertence ao Depósito Crescente a 2 anos do Banif que prevê uma TANL de 2,601%.

Três anos
É neste prazo que existe uma maior oferta de produtos. No total, foram analisados 11 produtos e aqui as remunerações são muito diferentes: variam entre os 1,178% (taxa líquida) do Depósito Super Crescente Mais do Crédito Agrícola e até aos 3,14% do Rendimento Premium do Santander Totta. Uma diferença que pode ter um impacto importante na evolução das poupanças. Por exemplo, se aplicar 5.000 euros no primeiro depósito irá receber no conjunto dos três anos 176 euros em juros. Já se optar pelo segundo depósito a mais-valia que obterá será de 471 euros.

Quatro anos
Também aqui existem algumas discrepâncias face aos valores oferecidos entre as várias instituições. Os juros anuais oferecidos para os depósitos de taxa crescente para este prazo variam entre os 1,305% líquidos do Poupança Crescente Júnior do BES ( exclusivo para subscritores com idade inferior a 18 anos) e os 3,3% líquidos do Depósito Rendimento Anual 4X do banco BiG.

Cinco anos 
Para este prazo, a oferta de depósitos de taxa crescente não é muito vasta: encontrámos apenas quatro produtos. E quem domina este segmento 
é o Santander Totta, com três depósitos a cinco anos. Em termos médios os produtos desta categoria oferecem uma remuneração anual líquida de 2,59%. O depósito com a taxa mais atractiva é o Rendimento + do Santander Totta que oferece um juro médio anual líquido 3,61%. Esta é taxa é válida caso o investidor mantenha o dinheiro aplicado por um período de cinco anos.

fonte:http://economico.sapo.pt/noticias/bancos-que-tem-depositos-de-taxa-crescente-com-melhores-juros_116455.html

publicado por adm às 22:48

pesquisar
 
links