Depositos a Prazo

Janeiro 25 2011

Depósito a Prazo a 1 ano, com capital garantido e pagamento de juros na data de vencimento.


Condições de Acesso
Exclusivo para:

  • Clientes cujo montante de constituição seja totalmente proveniente de outra Instituição de Crédito;
  • Clientes Particulares residentes que detenham um cartão de débito diferido ou um cartão de crédito ou com domiciliação de rendimentos ou com crédito à habitação;
  • Clientes Particulares residentes no estrangeiro com morada e contactos telefónicos / telemóvel no estrangeiro actualizados;
  • Clientes Empresas e ENI que detenham um cartão Caixaworks ou TPA netcaixa  ou um limite de tesouraria contratado.

Capital Mínimo
Poderá constituir o Depósito Mais - 1 Ano a partir de € 1.000, em qualquer Agência da Caixa e no Caixadirecta telefone com operador.

 

Período de subscrição
De 25 de Janeiro a 28 de Fevereiro de 2011, excepto se esgotar o montante em emissão.

 

Prazo
1 Ano.
A data de início e de constituição do depósito será igual à do dia do movimento de subscrição.

 

Remuneração
A taxa de juro anual nominal bruta (TANB) é fixa, de 2,90%.
A taxa de juro anual nominal líquida (TANL) calculada para o cenário mais comum, ou seja, a aplicação da taxa liberatória de 21,5%1 é de 2,2765%.
(1)Para clientes com domicílio fiscal no Continente.

 

Pagamento de Remuneração
Pagamento de juros na data de vencimento, por crédito na conta de depósitos à ordem associada.
Base de cálculo: Act/360

Liquidez
Permitida a mobilização antecipada, total ou parcialmente, em qualquer data, com perda de juros corridos sobre o capital mobilizado.

 

Fiscalidade
Os rendimentos estão sujeitos a IRS/IRC, com retenção na fonte às taxas em vigor.

Esta informação sobre o depósito simples não dispensa a consulta da Ficha de Informação Normalizada, também disponível nas Agências da Caixa e não constitui aconselhamento ou recomendação de investimento, sem prejuízo dos deveres legais da Caixa.

Oferta limitada.

mais informação no site http://www.cgd.pt/

publicado por adm às 22:20

Janeiro 20 2011

Entre 47 aplicações a um ano, 17 subiram a remuneração no último semestre. Os bancos mais pequenos são mais generosos.

Depositar o dinheiro no banco é cada vez mais vantajoso. Há seis meses consecutivos que as taxas de juro dos depósitos a prazo sobem. Segundo dados do Banco de Portugal, no final de Novembro de 2010, a taxa de juro das novas aplicações para prazos até um ano era de 2,45%. Ou seja, mais do dobro face à taxa de 1,13% verificada em Maio do mesmo ano. Se analisarmos a evolução dos últimos seis meses, constata-se que cerca de 40% dos depósitos para o prazo de um ano viram a sua remuneração ser incrementada.

Estes cálculos foram efectuados com base na informação publicada no site da Deco (Proteste Poupança). Comparámos a informação das taxas de juro que a associação de consumidores compilou no início de Julho de 2010 com os valores actualizados esta semana. Do total de 45 depósitos, 17 subiram de remuneração. Apenas duas aplicações- do BPI- estão a pagar menos do que há seis meses. Entre as instituições que mais aumentaram a taxa de juro dos seus depósitos a um ano destacam-se sobretudo os bancos mais pequenos. Foi o que aconteceu com as aplicações do BPN, Banif, Montepio e Activobank. Como explicou António Ribeiro, da Deco, "enquanto que os bancos de grande dimensão podem fazer grande promoção e marketing para captar clientes, os de menor dimensão não o podem fazer. Por isso, tentam oferecer uma remuneração mais atraente para captar clientes".

As dificuldade de financiamento nos mercados internacionais e a necessidade dos bancos cativarem recursos são as explicações avançadas pelos especialistas para justificar a melhoria da remuneração dos depósitos. Uma tendência que se deverá manter. "Dada a dificuldade de acesso aos mercados de financiamento por grosso por parte dos bancos portugueses, o recurso aos depósitos como forma privilegiada de financiamento do bancos, sobretudo quando o BCE, aparentemente, gostaria de ver a dependência de recurso aos seus fundos reduzida, vai aumentar", explica Cristina Casalinho, economista-chefe do BPI. "Este aumento do interesse pela captação de depósitos tenderá a elevar as suas taxas de remuneração", acrescenta. Contudo, segundo Cristina Casalinho, "este incremento deverá ser feito de forma cautelosa, porque no passado os bancos constataram que intensa concorrência não aumentava substancialmente os depósitos captados, considerando que os aumentos da poupança serão modestos". A isso acresce ainda o facto de que a expectativa de muitos economistas é de que, durante a maior parte do ano, o BCE não altere a sua política monetária. A taxa de juro de referência da zona euro está no mínimo histórico de 1%.

Os cinco melhores depósitos tradicionais

Depósito Ouro Plus 12 meses
Segundo dados da Deco, este depósito do Popular - a par do "DP Crescente 12 meses" do BPN - oferece a melhor remuneração entre os depósitos a 12 meses disponíveis ao balcão. Remunera a uma taxa bruta de 3,25%, contudo destina-se apenas a novos clientes ou recursos novos. É válido para aplicações a partir dos 300 euros, tem como limite máximo 500 mil euros e não permite reforços.

DP Crescente 12 meses
O cliente ao subscrever este depósito de taxas crescentes do BPN, pelo prazo de um ano, beneficia de uma taxa de juro bruta média de 3,25%, tendo em conta uma TANB de 2,75% no primeiro semestre e de 3,75% no segundo semestre. O montante mínimo exigido para subscrever esta aplicação são 2.500 euros mas não são permitidos reforços.

Poupança Nova Vida
A 12 meses, esta aplicação do Banif remunera a uma TANB de 3%. O mínimo de constituição são 250 euros. Podem-se efectuar reforços programados ou pontuais, com um valor mínimo de 25 euros, mas a taxa de juro a a aplicar em cada entrega será a que estiver em vigor nas datas em que forem efectuadas. Contudo, esta aplicação destina-se apenas a clientes a partir dos 50 anos.

Poupança Banif
Ao subscrever esta aplicação num balcão do Banif por um prazo de 366 dias, o cliente beneficia de uma taxa de juro bruta de 2,75%. É possível constituir esta aplicação a partir dos 250 euros, sendo permitidos reforços mensais programados ou pontuais de montantes mínimos a partir dos
25 euros. No entanto, a remuneração dos reforços é feita com base na taxa de juro em vigor na altura da entrega.

Depósito a prazo 12 meses
Segundo os dados da Deco, a remuneração bruta de um depósito a prazo a 12 meses tradicional, do BPN, pode chegar aos 2,75%. Contudo, para ter acesso a essa remuneração o montante mínimo de investimento são 50 mil euros. Esta aplicação pode ser subscrita até um montante máximo de 500 mil euros. Os reforços da aplicação não são permitidos.

fonte:economico.sapo

publicado por adm às 23:30

Janeiro 16 2011

O Depósito a Prazo 4,25%  é um depósito a 1 ano, com juros semestrais, que se destina a novos depósitos realizados até 31 de Janeiro de 2011. O montante mínimo de investimento é de €50.000 e o máximo de €1.000.000, sendo os juros pagos por crédito na conta de Depósito à Ordem associada, sujeitos a retenção na fonte de 21,5% (se aplicável).


Designação
Depósito a Prazo 4,25% p.a. 1 ano
Condições de Acesso
Esta aplicação destina-se exclusivamente a novos clientes ou novos recursos.
Modalidade
Depósito a prazo
Prazo
1 ano
Mobilização Antecipada
Permite mobilização antecipada, parcial ou total. Se a mobilização ocorrer na data de pagamento de juros não haverá qualquer penalização. Em qualquer outro momento haverá penalização total sobre os juros do respectivo semestre correspondentes à parte mobilizada.
Renovações
Não permite renovações.
Moeda de Denominação Euro
Mínimo
€50.000 (cinquenta mil euros), durante o prazo da aplicação
Máximo
€1.000.000 (um milhão de euros)
Reforços
Admite reforços na data de pagamento de juros, com o montante mínimo de 10.000€.
Taxa de Remuneração
4,25% (TANB)

3,34% (TANL)
Regime de Capitalização
Não Aplicável
Cálculo de Juros
A base de cálculo de juros é de actual/360.
Pagamento de Juros
Os juros serão pagos semestralmente por crédito na conta de Depósitos à Ordem associada. A data valor de crédito na conta de depósitos à ordem é do próprio dia (D).
Regime Fiscal
Os rendimentos do Depósito a Prazo 4,25% 12 Meses  são considerados rendimentos de capitais e tributados por retenção na fonte à taxa de 21,5%, com carácter liberatório em sede de IRS e considerados pagamentos por conta em sede de IRC.

A presente cláusula constitui um resumo do regime fiscal à data do início do Período de Subscrição, o qual pode ser alterado durante o período do presente depósito e não dispensa a consulta da legislação aplicável
Outras Comissões
Não aplicável
Garantia de Capital
Garantia da totalidade do Capital depositado, no vencimento e em caso de mobilização antecipada.
Fundo de Garantia de Depósitos
Os depósitos constituídos no Banco Finantia S.A. beneficiam da garantia de reembolso prestada pelo Fundo de Garantia de Depósitos sempre que ocorra a indisponibilidade dos depósitos por razões directamente relacionadas com a sua situação financeira. O Fundo de Garantia de Depósitos garante o reembolso até ao valor máximo de €100,000 por cada depositante (titular). No cálculo do valor dos depósitos de cada depositante (titular), considera-se o valor do conjunto das contas de depósito na data em que se verificou a indisponibilidade de pagamento, incluindo os juros e, para o saldo dos depósitos em moeda estrangeira, convertendo em Euros, ao câmbio da referida data.
Para informações complementares consulte o sítio www.fgd.bportugal.pt
Instituição Depositária
Banco Finantia S.A.
Rua General Firmino Miguel, 5
1600-100 Lisboa 
www.finantia.com
Tel : 21 720 20 26
Outras Condições
Na subscrição do depósito até 31 de Janeiro de 2011 o Banco Finantia oferece o prémio referente à primeira anuidade do seguro Groupama, que cobre o pagamento das despesas efectuadas com os actos médicos, de diagnóstico ou terapêuticos, desde que decorrentes de internamento hospitalar por período igual ou superior a 24 horas. O capital seguro será de €50.000 para depósitos até €100.000 e de €150.000 para depósitos iguais ou superiores a €100.000. Esta regra aplica-se de igual modo em caso de resgates parciais. O resgate total implica o cancelamento do seguro. Este seguro pode ser subscrito por pessoas até aos 65 anos, que pode ser o titular do depósito, ou alguém por ele indicado. Não exige exames médicos, tem 100% de comparticipação e uma franquia de €15.000. Consulte as condições do seguro no documento Informações Pré-Contratuais anexo à presente FIN.
Validade das Condições
As condições são válidas até 31 de Janeiro de 2011, reservando-se o Banco o direito de as terminar ou alterar até essa data.

 


Para informação adicional sugerimos que consulte o seu gestor de conta que identificará a solução que melhor se ajusta às suas necessidades. Pode contactar-nos por email, através do 707 78 80 80 ou dirija-se às nossas agências centrais de Lisboa ou Porto.

 

Rua General Firmino Miguel, 5 – 1°
1600-100 Lisboa 
Tel : 21 720 20 26
Rua São João de Brito, 605 E
4100-455 Porto
Tel : 22 610 09 27
publicado por adm às 15:51

Janeiro 12 2011

Todos queremos triunfar na vida. Alcançar as metas que traçámos para nós. Como ser um cantor ou cantora de sucesso, por exemplo. A palavra triunfo tem os significados que nós quisermos.

O triunfo alcança-se nas grandes e nas pequenas coisas, também. 
O primeiro passo de uma criança é tão triunfante como o primeiro passo de um astronauta na lua.

O triunfo conquista-se. Prepara-se.

Com o Plano Poupança Triunfo do Santander Totta, passo a passo garante um futuro mais tranquilo. Sem grande esforço e com rendibilidade garantida. Esta é uma meta que podemos ajudá-lo a alcançar. Para que um dia possa celebrar da melhor forma os pequenos e grandes triunfos da sua vida.

Rendibilidade

Este PPR garante uma rendibilidade mínima de 4% (TANB) até 31 de Dezembro de 2011 sobre as entregas efectuadas até 31 de Março de 2011 e sobre as entregas periódicas efectuadas durante 2011, desde que o plano de entregas tenha sido constituído até 31 de Março de 2011. Anualmente no extracto bancário de Novembro (a partir de 2011) os Clientes serão informados da taxa de rendibilidade mínima que vigorará no ano civil seguinte.


Flexibilidade

A partir de 25€, pode constituir a sua poupança à medida das suas necessidades:

Entregas Periódicas – Nesta modalidade, pode ser constituída uma instrução de entregas mensais, que se mantêm até ao termo do prazo do contrato. A instrução de entrega mensal poderá ser cancelada ou o valor do respectivo prémio reduzido até ao limite mínimo de € 25/mês, não podendo exceder o limite máximo de 100.000€.

Entregas Extraordinárias – Pode ser entregue um valor adicional em qualquer momento para fazer crescer ainda mais a sua poupança (mínimo de 25€ e máximo de 100.000€).

Garanta o seu futuro

Faça a simulação no nosso site ou consulte o seu balcão para ver quanto é que poderá obter para a sua reforma, consoante o prazo de investimento e o montante mensal que pretende poupar. Em 3 minutos calculamos o valor previsível para a sua reforma.
Quanto mais cedo começar a poupar, mais poderá assegurar para o seu futuro!


Opção Complemento Mensal

Receba como e quando quiser. Quando chegar o momento poderá optar por receber o valor do plano de poupança na totalidade ou se preferir, optar por receber em parcelas mensais durante 10, 20, ou 30 anos ou até aos seus 100 anos de idade.

 

Beneficio Fiscal

O PPR Triunfo é a solução ideal para si que pretende aproveitar ao máximo a poupança fiscal e construir uma reforma segura e tranquila.

De acordo com o que neste momento se encontra previsto no artigo 21.º do Estatuto dos Benefícios Fiscais, 20% das entregas efectuadas em PPR são dedutíveis à colecta de IRS, por cada sujeito passivo, desde que o valor de cada entrega permaneça investido por um mínimo de 5 anos (excepto em caso de morte). Os limites referentes a estas deduções, serão fixados aquando da aprovação da Lei do Orçamento de Estado para 2011.

Mais informação no site:https://www.particulares.santandertotta.pt/pagina/content/0,1564,701_33702_1_1_675_4_0,00.html

publicado por adm às 21:58

Janeiro 12 2011

Há sempre um momento na nossa vida em que procuramos ser um ídolo. Um herói, com talento e carisma.
Trabalhamos para ser artistas. Nem que seja por uns momentos. Mas para que possamos viver felizes muitos outros momentos da nossa vida, há um momento em que temos de decidir poupar.

Com a Super Poupança Ídolos, uma Conta de Rendimento e Poupança, as suas poupanças encontram segurança, 
liquidez , flexibilidade e estão sempre disponíveis.


Conheça melhor as características da Super Poupança:

  • Segurança – Garantia da totalidade do capital investido, em qualquer momento.

  • Flexibilidade - Recebimento da totalidade dos juros, mesmo em caso de mobilização antecipada.

  • Liquidez - Em qualquer altura, disponibilidade total dos montantes investidos, através de ATM, Banca Telefónica e Netbanco.

  • Rendibilidade - Pagamento mensal de juros, calculados diariamente, com uma TANB de 4%* durante 1 ano.

  • Constituição - Sem montante mínimo de constituição e com um máximo de 10.000€. Possibilidade de entregas periódicas, com os montantes mínimo de 50€/mês e máximo de 500€/mês.


Tem ainda ao seu dispor o Serviço de Gestão de Poupanças que lhe permite efectuar, de forma automática e periódica, as entregas mensais de acordo com as instruções que definir.

Decorridos os primeiros 365 dias, serão aplicados ao saldo da Super Poupança Ídolos as condições de remuneração para Depósitos a Prazo a 180 dias aplicáveis à generalidade dos Clientes, constantes no preçário do Banco disponível em todos os seus balcões nos termos do Aviso 8/2009 do Banco de Portugal."

Clique aqui para consultar a Ficha de Informação Normalizada.

* Montante máximo remunerado 16.000€

publicado por adm às 11:24

Janeiro 11 2011

Período de subscrição
De 3 de Janeiro a 4 de Fevereiro de 2011.
O Montepio reserva-se o direito de terminar o período de comercialização antes da data prevista.

Montantes
O montante mínimo de subscrição é de 5.000 euros com múltiplos de 50 euros , e o montante máximo é de 500.000 euros.

Prazo
2 Anos, não renovável.

Remuneração
Os juros são calculados anualmente, sendo creditados na conta de depósito à ordem associada, de acordo com as seguintes taxas de juro (Taxa Anual Nominal Bruta):

1º Ano

2º. Ano

2,50%

3,50%

TANB Média para o prazo total do Depósito (2 Anos): 3,00%

Reforços
Não são admitidos.

Levantamentos antecipados
Podem ser efectuados levantamentos a qualquer momento, total ou parcialmente, sem penalização de juros se ocorrerem nas datas de vencimento anual de juros. Fora destas datas, sobre os levantamentos antecipados não são pagos juros relativos ao período anual em curso.
Os levantamentos parciais podem ser efectuados a partir de 500 euros, com múltiplos de 50 euros, sendo obrigatório que o saldo remanescente seja pelo menos igual ao mínimo de abertura.

Mais informação no site http://www.montepio.pt/

publicado por adm às 11:21

Janeiro 09 2011

Poupança Start é um depósito a prazo dirigido a quem procurainvestir as suas poupanças a 6 meses ou 1 ano, com garantia de capital e com taxas muito atractivas de 3,75%TANB  a 6 meses ou 4% a 1 ano (2,94% TANL e 3,14% TANL).

Basta ser primeiro titular de uma conta à ordem e portador de um cartão "Poupança Start". Este cartão, apenas entregue na abertura de conta (utilização máxima de 2 cartões por cliente), é transmissível a familiares e amigos. Tem até dia 31 de Janeiro de 2011 para obter um cartão Poupança Start que lhe garante até 3 meses para constituir a sua poupança.

  • Montante mínimo de constituição: €3.000
  • Montante máximo de constituição: €30.000
  • É permitida a mobilização antecipada, parcial ou total, a qualquer momento da vigência do depósito a prazo, com penalização de juros contados sobre o montante desmobilizado de acordo com a seguinte grelha:

  • Antes de decorrido 25% do prazo – penalização de 100%
  • Entre 25% e 50% do prazo decorrido – penalização de 75%
  • Entre 50% e 100% do prazo decorrido – penalização de 50%
  • mais informação no site:http://www.activobank.pt/pt/public/produtos/Pages/produtos.aspx
  • publicado por adm às 16:47

    Janeiro 09 2011

    Período de comercialização
    De 11 de Outubro de 2010 a 31 de Janeiro de 2011.
    O Montepio reserva-se o direito de terminar o período de comercialização antes da data prevista.

    Montantes
    O montante mínimo de constituição é de 10.000 euros com múltiplos de 500 euros.

    Prazo
    1 Ano, renovável uma única vez, por igual período.

    Reforços
    Não são admitidos reforços.

    Levantamentos antecipados
    Podem ser efectuados levantamentos a qualquer momento, total ou parcialmente, não sendo pagos juros sobre o capital mobilizado. Os levantamentos parciais podem ser efectuados a partir de 500 euros e em múltiplos de 500 euros, e o saldo remanescente deverá ser pelo menos, igual ao mínimo de abertura.

    Remuneração
    Os juros são calculados no vencimento do depósito, sendo creditados na conta à ordem associada, de acordo com as seguintes taxas de juro:

    Taxa de Juro base de 2,00% (TANB) nos Depósitos em que os montantes não provenientes de contas/aplicações já existentes no Montepio representem até 50% do montante total aplicado.

    Taxa de Juro base de 2,50% (TANB) nos Depósitos em que os montantes não provenientes de contas/aplicações já existentes no Montepio representem mais de 50% do montante total aplicado.

    A Taxa de Juro pode ainda aumentar em função do número de produtos subscritos (1):

    % de novos capitais no Montepio Até 50% de novos capitais Mais de 50% de novos capitais
    Taxa de Juro Base (TANB)*

    2,00%

    2,50%

    Conta Ordenado c/ descoberto autorizado atribuído (2)

    + 0,30%

    + 0,30%

    Cartão de Crédito (3)

    + 0,30%

    + 0,30%

    Associado Montepio (4)

    + 0,30%

    + 0,30%

    Seguro (5)

    + 0,30%

    + 0,30%

    PPR da FUTURO ou Fundos de Investimento (6)

    + 0,30%

    + 0,30%

    Taxa de Juro Máxima (TANB)

    3,50%

    4,00%


    *TANB: Taxa Anual Nominal Bruta
    Após a renovação, o depósito é remunerado à taxa correspondente à Euribor a 12 Meses do 2º dia útil anterior à data da renovação, independentemente do número de produtos subscritos.

    (1) As condições acima referidas serão validadas no dia anterior ao do vencimento e pagamento de juros do depósito, determinando a taxa de juro a aplicar;
    (2) Conta Ordenado associada ao depósito, com descoberto autorizado atribuído no montante mínimo de 100 euros;
    (3) Cartão de Crédito do Montepio activo, com utilização de montante mínimo de 500 euros no último ano;
    (4) Associado efectivo, com as quotas em dia e pelo menos uma modalidade activa;
    (5) Subscrição de um dos seguintes Seguros: Montepio Mais, Montepio Auto, Montepio Sorriso Garantido ou Montepio Salutare;
    (6) PPR da FUTURO ou aplicação em Fundos de Investimento da Montepio Gestão de Activos, em ambos os casos com um montante investido no mínimo de 1.000 euros.

    Mais informação no site:http://www.montepio.pt/

    publicado por adm às 11:18

    Janeiro 09 2011
    O Montepio Aforro Prémio 2011 − 1ª Série é um depósito a 3 anos, remunerado a uma taxa de juro atractiva, à qual acresce um prémio de permanência trimestral. Reserve já o seu prémio, porque a melhor recompensa para quem poupa é ver o seu dinheiro crescer.

    Período de Subscrição
    De 3 a 31 de Janeiro de 2011.
    O Montepio reserva-se o direito de terminar o período de subscrição antes da data prevista.

    Montantes
    Montante Mínimo: 1.000 euros, com múltiplos de 50 euros.
    Montante Máximo: 250.000 euros

    Prazo
    3 anos, não renovável.

    Remuneração</font>
    O Depósito é remunerado à taxa de juro (Taxa Anual Nominal Bruta) de 2,00% à qual acresce, a partir do 2º trimestre, um prémio de permanência trimestral crescente (de 0,05% durante o 1º ano, 0,10% durante o 2º ano e 0,30% durante o 3º ano).   </td> </tr>
    Trimestres

    10º

    11º

    12º

    Taxa de Juro

    2,00%

    2,05%

    2,10%

    2,15%

    2,25%

    2,35%

    2,45%

    2,55%

    2,85%

    3,15%

    3,45%

    3,75%


    TANB Média de 2,59%, para o prazo total do Depósito (3 Anos), com prémio de permanência e caso não se verifiquem mobilizações antecipadas.
    Os juros são creditados trimestralmente na conta de depósito à ordem associada.

    Reforços
    Não são admitidos.

    Levantamentos antecipados
    Podem ser efectuados a qualquer momento, total ou parcialmente, sem penalização de juros se ocorrer nas datas de vencimento trimestral de juros. Fora destas datas, sobre os levantamentos antecipados não são pagos juros relativos ao trimestre em curso. Nos levantamentos parciais é obrigatória a manutenção de um montante igual ao mínimo de abertura (1.000 euros).
    Mais informação no site http://www.montepio.pt/
    publicado por adm às 11:11

    pesquisar
     
    links
    subscrever feeds